Cuiaba (MT), 26 de outubro de 2020 - 06:21

Geral

CORONAVÍRUS 23/06/2020 15:25 REDAÇÃO

Ações de solidariedade crescem em MT durante a pandemia

Já as Obras Sociais Menino Chico, no bairro Jardim Alá, em Várzea Grande, serviu como um ponto de distribuição das 400 cestas no domingo pela manhã. Para Dona Lucinete

Para além dos milhares de casos e centenas de morte pelo covid-19, há outra triste estatística que não entra nos boletins dos governos: as pessoas em situação de vulnerabilidade social desempregadas ou em subemprego. No entanto há várias iniciativas de pessoas, entidades sem fins lucrativos e empresas que estão doando de máscaras a alimentos para essa parcela da população. O novo coronavírus reafirmou a urgência das pessoas serem mais complacentes e solidárias.

A situação econômica e social piorada com a pandemia motivou a RedeFlex, empresa de máquinas de cartão e recarga de celular, a promover a distribuição de mil cestas básicas para famílias carentes, por meio de três entidades sociais: o Lar dos Idosos São Vicente de Paula e Obras Sociais Menino Chico em Várzea Grande, além da Seara Espírita Posto De Assistência, em Cuiabá, entre quinta (18) e domingo (21).

O Lar dos Idoso São Vicente de Paula, em Várzea Grande, recebeu 200 cestas de alimentos. O asilo atende 63 idosos e conta com uma equipe multidisciplinar que trabalha com pessoal reduzido, seguindo rigoroso protocolo de segurança. O resultado é a alegria estampada no rosto de todos, afinal nenhum dos idosos testou positivo para a Covid-19.

"Essas cestas de alimentos vão fazer muita diferença no nosso trabalho, principalmente, nesse momento de pandemia em que o Lar dos Idosos precisa, ainda mais, contar com a solidariedade das pessoas. Nossos idosos e funcionários estão muito felizes com esse gesto de carinho”, afirma o diretor do Lar dos Idosos, João Gumercindo Cassim.

A Seara Espírita de Luz faz, há 19 anos, a distribuição de café da manhã e sopão, aos sábados, para cerca de 300 famílias em situação de vulnerabilidade social no bairro Liberdade, no polo Osmar Cabral, periferia de Cuiabá. Além de doar cestas básicas a entidade faz visitas domiciliares, atendimento de pessoas acamadas e as famílias, ainda, podem desfrutar da estrutura como quadra esportiva e fazer cursos como culinária, artesanato, tricô, dentre outros.

“Essas 400 cestas básicas que recebemos foi providencial, pois estamos com inúmeras famílias desempregadas e outras tantas que fazem trabalhos autônomos como faxina e serviços gerais, não estão conseguindo trabalhar por conta da pandemia. Essas cestas representam comida na mesa, por pelo menos 10 dias, nas casas dessas famílias. Então, para quem não tem nada, esse gesto é significativo”, diz a diretora da Seara, Elione Fátima de Almeida Santos.

Já as Obras Sociais Menino Chico, no bairro Jardim Alá, em Várzea Grande, serviu como um ponto de distribuição das 400 cestas no domingo pela manhã. Para Dona Lucinete, que trabalha como diarista e carpindo quintais, a cesta veio em boa hora. “Quase não tem trabalho pra gente, então tá difícil pra mim, meu esposo e minhas filhas”, disse. Já para Juliana, que trabalha como babá e tem quatro filhos, ter dinheiro para comprar comida tem sido um desafio. “Essa cesta vai fazer muita diferença pra gente, pois não tinha comida em casa”, desabafa.

“A maioria desses pais de famílias estão desempregados, pois vivem de trabalhos informais, de bico, e devido a pandemia estão passando necessidades. Mas, com a ajuda da RedeFlex nós pudemos doar para cada adulto e cada criança um sacolão que vai garantir alimento por até dois meses”, explica Wender Gomes, presidente da entidade que há 16 anos atua na região com trabalhos beneficentes.

“Neste momento de crise e de reclusão social nos solidarizamos e nos sentimos com o compromisso de ajudar as famílias em dificuldades nas comunidades de Várzea Grande e Cuiabá, onde possuímos nossa operação e Matriz. Por isso, decidimos realizar a doação de 1000 cestas básicas, através destas instituições que já prestam um importante trabalho social na comunidade. Estamos convictos que este momento é passageiro e esperamos poder atenuar o sofrimento de muitas famílias”, afirma o sócio-diretor da empresa, Diego Faria.

RedeFlex - A RedeFlex é uma empresa mato-grossense, especialista no mercado de transações eletrônicas e voltada para os pequenos empreendimentos. As maquininhas da RedeFlex estão em mais de 60 mil pontos de venda no Brasil, em 10 estados, com uma cobertura de 65% do território nacional e atende mais de 45 milhões de clientes. Tem como vantagens fazer recarga de celular de qualquer operadora de crédito, quem está recebendo o auxílio emergencial pode usar a máquina para fazer compras no débito. E, agora, está começando a receber pagamento de boletos bancários.


Resumo Online

E-mail
Redação: redacaocopopular1@gmail.com

Telefones
(65) 3052-6030 / (65) 3052-6030

Todos os Direitos Reservados para Resumo Online

Crie seu novo site Go7
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo