Cuiaba (MT), 26 de outubro de 2020 - 06:50

Geral

MELHOR PROVEITO DO UTENSÍLIO 16/07/2020 10:13 Gazeta Digital

Para cada preparo, UMA PANELA

Existe no mercado grande diversidade de panelas, das tradicionais às inovadoras, das simples às mais arrojadas, podendo ser nacionais ou importadas. Formatos, materiais, tamanhos, tecnologias empregadas, espessura, cores.

No que se refere a materiais, podem ser de metais como alumínio, ferro, cobre e aço inox, de vidro, de barro, cerâmica e até de bambu, no melhor estilo oriental. As antiaderentes são muito populares pela praticidade e eficiência.

 

As de pressão, embora provoquem um certo receio em muitas pessoas, é de grande valia em qualquer cozinha, desde que se tome todos os cuidados no manuseio.

 

Ainda no quesito propostas de cocção, há aquelas para cozimento no pavor, para banhomaria e, por aí vai.

 

Enfim, existem panelas para tipo de cozinheiro e para os diferentes preparos. Mas, em meio a tantas possibilidade em um universo tão amplo, fica até difícil escolher, e, mais que isso, fazer a opção correta para cada tipo de preparação.

 

Por exemplo, que tipo de panela é a ideal para preparos mais longos? E para os cozimentos rápidos, como o de um arroz? O chef de cozinha da Tramontina, Elzio Callefi indica quais os revestimentos ideais para cada tipo de preparo.

 

Segundo ele, as panelas inox são ideais para alimentos que exigem cozimentos de média e longa duração, como carnes e molhos. Isso porque a panela acaba produzindo uma crosta no fundo após selar proteínas. Essa crosta, com o acréscimo de líquidos, gera molhos saborosos e encorpados.

 

“Esses precisam de preparo mais lento e o inox é ótimo, pois não libera nenhum tipo de resíduo na comida e, como não é um material poroso, não deixa cheiro na panela”, explica. Ainda assim, as panelas inox podem ser grandes aliadas em cozimentos rápidos, como no preparo de um arroz.

 

Para cozimentos mais rápidos, o ideal são panelas antiaderentes. O material é um facilitador na cozinha, evita perda e que o alimento grude, por isso é indicado para receitas delicadas e trabalhadas a baixa temperatura. O chef sugere para preparos como o arroz e alimentos mais delicados como um peixe, panqueca, crepe, omelete e receitas com ovos de uma maneira geral. Segundo ele, o antiaderente da Tramontina não libera resíduo algum, o que é considerado um ponto muito positivo para quem busca uma alimentação saudável.

 

A cerâmica se adapta ao cozimento de longa duração com o benefício de facilidade na limpeza. É mais duro e resistente do que o antiaderente e permite esfregar para soltar um pouco de resíduo que ficou na panela, sem danificar a peça. Para Callefi, seu uso é ideal principalmente para cozinhar rapidamente, como o preparo de legumes salteados. Esse revestimento agrega mais calor na panela para realizar o processo de saltear. “É possível também fritar ou selar uma carne, mas vale aproveitar o cerâmico para cozimentos rápidos - assim evitamos que os alimentos liberem todo seu suco”, ressalta.

 

Quando o assunto é formato, as panelas wok, muito utilizadas na cozinha chinesa, servem também para estufar os ingredientes ou para engrossar molhos. A principal vantagem dela é cozinhar alimentos rapidamente e com pouco óleo. A grelha também é útil para escorrer o óleo dos alimentos após a fritura.

 


Resumo Online

E-mail
Redação: redacaocopopular1@gmail.com

Telefones
(65) 3052-6030 / (65) 3052-6030

Todos os Direitos Reservados para Resumo Online

Crie seu novo site Go7
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo