Cuiaba (MT), 10 de julho de 2020 - 16:41

Política

EM ROTA DE COLISÃO 30/06/2020 10:15 Gazeta Digital

Botelho volta a criticar concentração de poder nas mãos de Gallo

Durante a análise do veto que beneficiava pequenos comerciantes que possuem empréstimos com a Desenvolve MT, Agência de Fomento do governo do Estado, o presidente da Assembleia Leigislativa, Eduardo Botelho (DEM), voltou a criticar a concentração de poder nas mãos do secretário de Estado de Fazenda, Rogério Gallo.

Na semana passada, Botelho já havia feito críticas ao secretário por conta da não pagamento do auxílio emergencial aos professores que seriam contratados pelo Estado e que ficaram sem emprego. 

 

O artigo vetado pelo governador Mauro Mendes (DEM) prevê que os financiamentos feitos pela agência serão fixados pelo Conselho Estadual de Desenvolvimento Empresarial de Mato Grosso (Cedem). 

 

"Tudo vai para as mãos do secretário de finanças e ele quer o poder concentrado nas mãos dele. Quando vem um projeto assim ele quer reprovar, essa que é a verdade. Tem hora que isso irrita a gente, mas é isso que está acontecendo e nós aqui temos que tomas as nossas medidas. Não tem sentido, isso aqui é para criar condições da MT Desenvolve atender aos pequenos que vão ficar sem condições de trabalhar", disse irritado o presidente da Assembleia. 

 

O deputado Carlos Avalone (PSDB), ligado ao setor produtivo de Mato Grosso, disse que o projeto em questão foi amplamente discutido com a agência e que não teria razão para o veto do governador Mauro Mendes. "É um projeto que vai dar acesso as pequenas empresas de conseguirem financiamento. Me estranha muito esse veto do governo do Estado, isso foi amplamente discutido", disse o tucano.

 

De oposição ao governo, o deputado Lúdio Cabral (PT) aproveitou a confusão com o veto do governador para dizer que a gestão do Estado está perdida no enfrentamento à pandemia do novo coronavírus. 

 

Na votação, o líder do governo, deputado Dilmar Dal Bosco (DEM), liberou a base governista na Assembleia a votar em favor da derrubada do veto de Mauro. Com 7 votos a 11, o governo perdeu e o veto foi derrubado. 


Resumo Online

E-mail
Redação: redacaocopopular1@gmail.com

Telefones
(65) 3052-6030 / (65) 3052-6030

Todos os Direitos Reservados para Resumo Online

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo