Cuiaba (MT), 26 de outubro de 2020 - 10:15

Política

"SÓ FALTA ELE" 17/09/2020 11:39 FOLHA MAX

Primeira-dama cita "vocação" e libera Emanuel para ser candidato a reeleição

Apesar de admitir que não queria que o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) fosse candidato a reeleição, a primeira-dama de Cuiabá, Márcia Pinheiro, declarou que não vai intervir na decisão do emedebista. Segundo ela, o marido e o filho, deputado federal Emanuelzinho (PTB) tem como “vocação” a administração pública e "livre arbítrio" para tomar qualquer decisão.

“Não posso tirar o ar que o Emanuel respira. É a vida e a vocação dele. Ele nasceu para isso, assim como o Emanuelzinho, que foi construindo a história dele. Muita gente falava a nós que estávamos empurrando e vocês viram que não. Estou muito feliz por ele [Emanuelzinho], porque ele quer lutar por esse sonho”, pontuou.

 

A fala aconteceu durante a convenção partidária do PTB, que homologou a candidatura de Emanuelzinho na disputa pela prefeitura de Várzea Grande na noite desta quarta-feira (16). Já o comandante do Palácio Alencastro, ainda não manifestou oficialmente se participará do pleito em Cuiabá, apesar de ter sua candidatura aprovada em convenção partidária na última terça-feira (15). Emanuel não esteve no evento do MDB.

Desde o último ano, Emanuel vem postergando a decisão sobre uma disputa a reeleição, com a justificava de que Márcia não seria favorável a sua recandidatura. No entanto, em entrevista aos jornalistas, a primeira-dama colocou que não é mais o "entrave" para ele assumir o projeto de administrar a Capital por mais 4 anos. “Todos sabem que eu não queria [que Emanuel fosse candidato], porque a gente vai cansando. Mas eu não tenho esse direito. Ele ainda não decidiu ainda e vai falar amanhã”, concluiu.

 

PROJETO GRANDIOSO

Márcia Pinheiro colocou ainda que a candidatura do filho, em Várzea Grande, em nada atrapalhará o projeto de Emanuel na Capital. Segundo ela, o projeto da família nas duas cidades é algo grandioso. “São duas campanhas grandes, a gente quer e vocês sabem da nossa dedicação”, pontuou.

Márcia também saiu em defesa e rebateu as “críticas pessoais” direcionadas a família Pinheiro. A primeira-dama apontou que os adversários políticos do marido insistem em agir de forma “apelativa”.  

“A pessoa que fala mal, ela nunca foi amiga. Eu até falei numa outra entrevista que as críticas construtivas são muitos importantes. As vezes a gente pensa que está acertando aqui, mas está errando. É uma forma de melhorar, porém uma pessoa que está atrás do computador para criticar os outros, quem quer que seja, ela não contribui com nada. Emanuel nunca foi ofensivo pessoalmente com ninguém, mas o que a gente está vendo ai é uma apelação”.


Resumo Online

E-mail
Redação: redacaocopopular1@gmail.com

Telefones
(65) 3052-6030 / (65) 3052-6030

Todos os Direitos Reservados para Resumo Online

Crie seu novo site Go7
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo