Cuiaba (MT), 28 de junho de 2022

Artigo

UTILIDADE PÚBLICA 07/04/2022 15:04 REDAÇÃO

Dia mundial da saúde: como está os cuidados com a sua?

Após mais de dois anos do início da pandemia do novo coronavírus, o país parece estar finalmente vivendo os últimos momentos desse triste capítulo da história da humanidade. É no contexto de redução no número de casos que é comemorado o Dia Mundial da Saúde, celebrado neste 7 de abril, com um significado ainda maior para nós, quando podemos celebrar e lembrar o quão importante é estarmos em dia com os cuidados com a nossa saúde.

Quer ficar bem informado em tempo real? Entre no nosso grupo e receba todas as noticias (ACESSE AQUI).

Coincidentemente, nesta mesma data foi criada a Organização Mundial da Saúde (OMS). E por falar em saúde, a nossa atenção com ela reflete diretamente na nossa expectativa de vida. De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a expectativa de vida do brasileiro subiu para 76,8 anos em 2020, enquanto para os nascidos em 2019, a expectativa era viver, em média, até 76,6 anos. Nos últimos cinco anos, a expectativa de vida subiu 1,3 ano, e em dez anos houve um crescimento de 3,3 anos.

E a pandemia também mudou a forma como o brasileiro se preocupa com a sua saúde. Segundo levantamento encomendado pela Associação Nacional das Administradoras de Benefício (Anab) ao instituto Bateiah Estratégia e Reputação, para 81% dos brasileiros a crise da pandemia fez aumentar o receio do acesso a tratamentos médicos e, consequentemente, a preocupação com o acesso à saúde. Entre os que possuem menor poder aquisitivo, com renda de até cinco salários mínimos, a preocupação aumentou muito.

Nunca estivemos tão preocupados com a saúde como hoje e em ter assistência médica. A pandemia potencializou esse cuidado e a instabilidade econômica, infelizmente, ameaça a manutenção dos convênios médicos, principalmente entre os beneficiários com menor poder aquisitivo. O mercado da saúde privada tentou dar a resposta com a criação de produtos mais acessíveis, mas a crise econômica trouxe também preocupações com a saúde financeira e privou algumas famílias de contar com um plano de saúde particular.

No entanto, podemos e devemos destacar que a preocupação com a saúde vai muito além do momento em que ficamos doentes e procuramos por atendimento clínico, seja ele em estabelecimentos públicos ou privados. Hábitos saudáveis e uma alimentação balanceada contribuem para mantermos a saúde em dia e para evitar o surgimento de doenças causadas por excessos no dia a dia e descuidos com a nossa saúde.

Que tal aproveitarmos essa data para começarmos a cuidar melhor da nossa saúde para garantirmos uma melhor qualidade de vida no futuro? Comece a se exercitar mais, hidrate-se, melhore sua relação com a alimentação, abandone hábitos prejudiciais à sua saúde e visite um médico regularmente. Afinal, prevenir ainda é o melhor remédio. Sem contar os “efeitos colaterais” da prática regular de exercícios físicos, que é a liberação de hormônios relacionados ao bem-estar e felicidade.

Praticar atividade física, seja ela uma caminhada, pedalada, futebol, natação, dança, musculação, entre outras, ajuda na melhora da autoestima, na disposição e ajuda na regularidade do sono. Quer mais benefícios? Experimente iniciar alguma atividade e perceberá no corpo e na mente as mudanças positivas que ela pode te proporcionar.

Dr. Altino José de Souza é presidente do Sindicato dos Estabelecimentos de Serviços de Saúde do Estado de Mato Grosso (Sindessmat).


Resumo Online

E-mail
Redação: [email protected]

Telefones
(65) 3052-6030 / (65) 3052-6030

Todos os Direitos Reservados para Resumo Online

Crie seu novo site Go7
vers�o Normal Vers�o Normal Painel Administrativo Painel Administrativo