Cuiaba (MT), 28 de junho de 2022

Saúde

55% ESQUEMA COMPLETO 04/10/2021 10:04 Rayane Alves da Redação

Cuiabá tem expectativa de imunizar 100% da população até dezembro

Cerca de 22 mil pessoas acima de 18 anos faltam tomar a primeira dose

A Prefeitura de Cuiabá estima que até dezembro deste ano 100% da população esteja imunizada contra a covid-19. A informação foi repassada pela gerente da Vigilância Epidemiológica, Flavia Guimarães, durante entrevista ao jornal Centro Oeste Popular.

Quer ficar bem informado em tempo real? Entre no nosso grupo e receba todas as noticias (ACESSE AQUI).

Conforme os dados, cerca de 22 mil pessoas acima de 18 anos faltam tomar a primeira dose. Já 409.540 tomaram a primeira dose. Já segunda dose ou dose única 244.433 até o dia 28 de setembro.

Diante desse quadro, 55% da população cuiabana está com o quadro completo de vacinação. E, com isso, a possibilidade de vacinar toda a comunidade fica para dezembro deste ano.

Flavia lembrou que a estimativa de finalização do quadro vacinal aumentou, desde que foi lançado o cadastramento da vacinação para o grupo de 12 a 17 anos. Nesta segunda-feira (4), inicia a imunização e a previsão é que cerca de 54 mil jovens sejam contemplados.

Seguindo a ordem de prioridade definida pelo Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19 (PNO) do Ministério da Saúde, a vacinação deste grupo começará pelas adolescentes grávidas, puérperas e lactantes, adolescentes com deficiência permanente, adolescentes com comorbidades e jovens de 12 a 17 anos em regime socioeducativo. Os adolescentes sem comorbidades também começarão a ser agendados, de forma decrescente, conforme a disponibilidade de vacinas.

ANTECIPAÇÃO DA PFIZER

Pessoas que tomaram a primeira dose de Pfizer há pelo menos 56 dias e que estão marcadas para tomar a segunda dose em outubro e na primeira quinzena de novembro poderão adiantar a vacina. Para antecipar a dose da Pfizer, a pessoa deve ir a qualquer polo de vacinação, incluindo os que funcionam em unidades básicas de saúde, após 8 semanas da primeira aplicação, levando o cartão de vacinação e um documento com foto.

Cerca de 20 mil pessoas poderão antecipar as doses de Pfizer.

“Nós vamos fazer o chamamento conforme vamos recebendo as doses. Agora, em relação à segunda dose não tivemos muita falta, percebemos que foi boa a procura independente da marca do imunizante”, disse.

Balanço

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até quinta-feira (30.09), 537.141 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 13.806 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado.

Foram notificadas 430 novas confirmações de casos de coronavírus no Estado. Dos 537.141 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 3.123 estão em isolamento domiciliar e 519.481 estão recuperados.

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 106 internações em UTIs públicas e 59 em enfermarias públicas. Isto é, a taxa de ocupação está em 30,99% para UTIs adulto e em 9% para enfermarias adulto.

Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19 estão: Cuiabá (111.207), Várzea Grande (38.435), Rondonópolis (37.726), Sinop (25.915), Sorriso (18.220), Tangará da Serra (17.712), Lucas do Rio Verde (15.605), Primavera do Leste (14.690), Cáceres (11.835) e Barra do Garças (10.563).

Cenário nacional

Na quarta-feira (29.09), o Governo Federal confirmou o total de 21.399.546 casos da Covid-19 no Brasil e 596.122 óbitos oriundos da doença. No levantamento do dia anterior, o país tinha 21.381.790 casos da Covid-19 no Brasil e 595.446 óbitos confirmados de pessoas infectadas pelo coronavírus.

Até o fechamento deste material, o Ministério da Saúde não divulgou os dados atualizados desta quinta-feira (30.09).

Recomendações

Já existem vacinas para prevenir a infecção pelo novo coronavírus, mas ainda é importante adotar algumas medidas de distanciamento e biossegurança. Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca da Covid-19. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo vírus. Entre as medidas estão:

- Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;

- Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;

- Evitar contato próximo com pessoas doentes;

- Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;

- Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

(Com informações da assessoria da Prefeitura de Cuiabá e Governo do Estado).


Resumo Online

E-mail
Redação: [email protected]

Telefones
(65) 3052-6030 / (65) 3052-6030

Todos os Direitos Reservados para Resumo Online

Crie seu novo site Go7
vers�o Normal Vers�o Normal Painel Administrativo Painel Administrativo