14 de Julho de 2024

GERAL Segunda-feira, 17 de Junho de 2024, 09:24 - A | A

Segunda-feira, 17 de Junho de 2024, 09h:24 - A | A

COM APOIO DO GOVERNO

Pesquisa desenvolve analisador de qualidade de energia elétrica com comunicação remota

Dispositivo foi rigorosamente testado em laboratório e em campo para verificar funcionalidade e precisão

Redação

Um projeto de pesquisa aplicada, financiado pelo Governo do Estado por meio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Mato Grosso (Fapemat) e conduzido por uma equipe da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), desenvolveu um Analisador de Qualidade de Energia Elétrica inovador, que pode gerar e transmitir os indicadores via rádio frequência.

Sob a coordenação do doutor Jackson Paulo Bonaldo, do departamento de engenharia elétrica, foi criado um dispositivo para analisar a qualidade da energia elétrica e transmitir os dados coletados a longas distâncias sem necessitar de uma infraestrutura de comunicação pré-existente.

Quer ficar bem informado em tempo real? Entre no nosso grupo e receba todas as noticias (ACESSE AQUI).

Este projeto foi apoiado com recursos do Edital nº 010/2021 - Pesquisa com Alto Nível de Maturidade Tecnológica (PANMT).

Para chegar ao objetivo, foram estabelecidas metas específicas para o desenvolvimento do analisador.

A equipe integrou todos os módulos essenciais, como processador digital de sinais, circuitos de condicionamento de corrente e tensão, sistemas de alimentação e circuitos de isolamento galvânico, em uma única placa de circuito impresso.

O dispositivo mede o consumo real de energia, oscilações, e analisa o formato da onda para garantir que o fornecimento de energia esteja em conformidade com normas nacionais e internacionais.

Além disso, o protótipo foi encapsulado para proteção e praticidade. Ele também permite flexibilidade na medição, possibilitando aos usuários configurar cálculos de potências e valores RMS individuais e coletivos de sistemas polifásicos, de acordo com diferentes metodologias, inclusive além das normatizadas pelo PRODIST Módulo 8.

Essa abordagem resultou em um produto final de alta qualidade, com potencial para produção em massa, e já existem empresas nacionais interessadas em adquirir a transferência de tecnologia.

O analisador foi rigorosamente testado em laboratório e em campo para verificar sua funcionalidade e precisão em diversos cenários, incluindo situações de problemas extremos de qualidade de energia. Para esses testes, foi utilizada uma fonte de alimentação programável adquirida especialmente para o projeto.

Um diferencial significativo do analisador é sua capacidade de comunicação remota com uma central de monitoramento, utilizando tecnologia sem fio de longa distância para transmitir e receber dados. Essa funcionalidade permite seu uso em áreas sem redes móveis ou infraestrutura fixa de telecomunicações, como cabos metálicos ou de fibra ótica.

Pedido de patente

Um pedido de patente foi submetido ao Instituto Nacional de Propriedade Intelectual (INPI) para proteger a propriedade intelectual do analisador, visando garantir a exclusividade do produto no mercado.

Como resultado direto do projeto, foi adquirida uma fonte programável CA trifásica que substituiu uma fonte antiga e danificada. Esta aquisição beneficiou os pesquisadores da UFMT, permitindo a continuidade de suas pesquisas e contribuindo para o ensino em disciplinas como Qualidade de Energia Elétrica e Eletrônica de Potência.

Comente esta notícia

image