17 de Maio de 2024

POLÍTICA Sexta-feira, 12 de Abril de 2024, 14:23 - A | A

Sexta-feira, 12 de Abril de 2024, 14h:23 - A | A

NA REDE MUNICIPAL

Vereador Vidal defende implementação do ensino de proteção aos animais

Redação

Defensor dos animais desde os 12 anos, o vereador Sargento Vidal (MDB) argumentou, na sessão desta quinta-feira (11), que as crianças devem aprender nas escolas o direito dos animais e o que fazer para protegê-los. Para isso, apresentou o projeto de lei 42/2024, no dia 12 de março, para que o tema possa ser disseminado nas unidades da rede municipal de ensino, como estratégia para o fortalecimento dos conceitos norteadores quanto à relação com o meio ambiente, fauna, flora e biodiversidade. 

 

Ele também argumentou que a única solução para acabar com animais nas ruas da cidade é a castração. 

 

“Quando eu castro uma gata, eu estou tirando 440 filhotes das ruas. Em um ano, uma gata que dá cria a oito filhotinhos em janeiro, chega a 440 em dezembro. Acabei de ultrapassar a marca de 2.500 castrações gratuitas com meu salário de vereador. Eu quis ir além na causa animal e evitar os maus tratos animais, que ocorrem nas casas”, disse Vidal.

Quer ficar bem informado em tempo real? Entre no nosso grupo e receba todas as noticias (ACESSE AQUI).

Para o vereador, quando uma criança vê o pai acorrentando, maltratando ou não cuidando de um animalzinho, ela cresce achando que aquilo é correto e acaba reproduzindo o mesmo comportamento mais tarde. 

 

“Eu apresentei nessa casa um projeto de lei que coloca na grade curricular infantil a causa animal. Já está na CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) e eu até peço ao pessoal da CCJ, que esteja me ouvindo, que acelerem esse projeto para nós, pois é de imensa necessidade na causa animal. É muito importante que as crianças aprendam como tratar os animais”.  

 

Conforme Vidal, ele já realizou mais de 300 palestras para crianças e após conscientizá-las, recebe o feedback dos pais, dizendo que o filho chamou a atenção sobre como se deve tratar um animalzinho. 

 

“Em cada 10 casas de Cuiabá, em pelo menos 7 as pessoas criam um pet, ou seja, em 70% dos casos. Porém, nem todos têm aquele carinho, aquele cuidado necessário. Por isso, precisamos dessa lei e começar a trabalhar junto às crianças”.

Comente esta notícia

image